Seja bem-vindo(a) ao espaço que pretende ser, simultaneamente, depósito de memória e elemento catalisador de união entre os Sampedrenses.
Ao contrário do que o nome possa fazer transparecer, não se trata de uma associação que exija vinculo por quotas, mas sim, de um grupo de sampedrenses que pretendem, com a sua união, ver nascer uma tradição que querem fomentada e implementada por todos.

Viva SÃO PEDRO DE RIO SECO


Novamente no ar. Desculpem a demora. Grato pela fidelidade.

14 de fevereiro de 2011

Hino ao Amor

Estimados Sampedrenses, amigos leitores e visitantes

Tal como o título faz prever e em virtude de se comemorar o Dia dos Namorados ou de São Valentim, ousei fugir um pouco ao conteúdo deste nosso espaço e reservar este post para honrar as mulheres de todo o mundo, porque todas elas foram, são ou serão um dia namoradas.

E porque elas são a fonte da vida, dedico-lhes um poema de Pablo Neruda:

Não te quero senão porque te quero.

Não te quero senão porque te quero,
e de querer-te a não te querer chego,
e de esperar-te quando não te espero,
passa o meu coração do frio ao fogo.


Quero-te só porque a ti te quero,
Odeio-te sem fim e odiando te rogo,
e a medida do meu amor viajante,
é não te ver e amar-te,
como um cego.


Tal vez consumirá a luz de Janeiro,
seu raio cruel meu coração inteiro,
roubando-me a chave do sossego,
nesta história só eu me morro,
e morrerei de amor porque te quero,
porque te quero amor,
a sangue e fogo. “

Um forte abraço deste Sampedrense convicto

Citrus Sénior

Sem comentários: