Seja bem-vindo(a) ao espaço que pretende ser, simultaneamente, depósito de memória e elemento catalisador de união entre os Sampedrenses.
Ao contrário do que o nome possa fazer transparecer, não se trata de uma associação que exija vinculo por quotas, mas sim, de um grupo de sampedrenses que pretendem, com a sua união, ver nascer uma tradição que querem fomentada e implementada por todos.

Viva SÃO PEDRO DE RIO SECO


Novamente no ar. Desculpem a demora. Grato pela fidelidade.

24 de setembro de 2009

Fortalezas da Raia: Forte da Conceição/Fuerte de la Concepción

Praticamente na fronteira, uma das fortificações da Raia mais emblemáticas é o chamado Forte da Conceição ou Fuerte de la Concepción. Situa-se na fronteira entre Vale da Mula e Aldea del Obispo, entre a Beira Interior e a província de Salamanca e é um bom exemplo (embora em ruínas) de fortaleza abaluartada nesta região junto das muralhas de Ciudad Rodrigo e a fortaleza de Almeida.

Iniciou-se a sua construção na Guerra da Restauração, em 1663, no dia 8 de Dezembro (daí o seu nome), mas foi destruído no ano seguinte, após a vitória portuguesa na batalha de Castelo Rodrigo. Foi reconstruído entre 1736 e 1758, mas com a Guerra Peninsular foi desactivado pelo Duque de Wellington em 1810, após a invasão de Portugal pelo general francês Massena. Desde então ficou como ruína até hoje.

Importa salientar a sua posição estratégica, que é bem visível pelo território que domina ao seu redor. Embora se erga, sobranceiro, sobre um pequeno outeiro não demasiado alto, controla a região que se estende até Fuentes de Oñoro a Sul, Castillejo de Dos Casas a Leste, Aldea del Obispo a Nordeste e, sobretudo, Vale da Mula a Poente, já em Portugal.

É imperdível a sua visita para quem ser fã das construções militares abaluartadas, juntamente com a vizinha Almeida, sita apenas a 8 km. Para mais especificações técnicas sobre a fortaleza, existe um bom artigo na Wikipédia espanhola (a Wiki portuguesa apenas faz uma referência muito superficial sobre o assunto) e pode ser consultado aqui.

Fig1. - Entrada do Forte



























Fig2. - Ruínas (Norte)




















Fig3. - Ruínas (Sul)




















Fig4. - Vista panorâmica para Sul até Fuentes de Oñoro




















Fig5. - Castillejo de Dos Casas visto do forte




















Fig6. - Vista geral de Aldea del Obispo




















Fig7. - Vale da Mula visto do forte



















Os devidos créditos ao "Gaiato Alentejano" - http://historiasdaraia.blogspot.com/2008_06_01_archive.html

Sem comentários: