Seja bem-vindo(a) ao espaço que pretende ser, simultaneamente, depósito de memória e elemento catalisador de união entre os Sampedrenses.
Ao contrário do que o nome possa fazer transparecer, não se trata de uma associação que exija vinculo por quotas, mas sim, de um grupo de sampedrenses que pretendem, com a sua união, ver nascer uma tradição que querem fomentada e implementada por todos.

Viva SÃO PEDRO DE RIO SECO


Novamente no ar. Desculpem a demora. Grato pela fidelidade.

19 de agosto de 2012

As Festas já começaram

Estimados Sampedrenses, amigos leitores e visitantes

Tal como o título faz entender já foi dado o tiro de partida para as festas grandes. Infelizmente não me foi possível captar imagens de todos os eventos que decorreram, mas deixo-vos aqui um pequeno apiritivo.

O “encerro” deu início ás festas. Mantendo a tradição da zona raiana (raia é termo que significa fronteira, estado que nos identifica dado estarmos colados a “nuestros hermanos” espanhóis) os touros e cavalos não poderia deixar de estar representados. Como ía dizendo, o encerro é o acto de trazer o gado bravo que prenoitou num prado ainda um pouco distante da aldeia e trazê-lo, ladeado pelos cavalos, em passo acelerado, até ao cercado que os acolhe até ao evento imediatamente a seguir, que é a garraiada – toureio amador, onde o cidaddão comum acirra e corre à frente dos touros, sujeitando-se a levar valentes “cornadas” para gláudio dos espectadores.

Foi-me possível observar a chegada dos garbosos ginetes e suas elegantes montadas, deixando-vos aqui um pequeno exemplo.

Preparando-se para montar

Pacientemente à espera

Foto0138

  Foto0143

Meu cunhado, minha sobrinha e apé, minha cunhada com o canito

Minha sobrinha Raquel - Garboza amazona

Meu cunhado Quim Zé

Um forte abraço deste Sampedrense convicto

Citrus Sénior

Sem comentários: