Seja bem-vindo(a) ao espaço que pretende ser, simultaneamente, depósito de memória e elemento catalisador de união entre os Sampedrenses.
Ao contrário do que o nome possa fazer transparecer, não se trata de uma associação que exija vinculo por quotas, mas sim, de um grupo de sampedrenses que pretendem, com a sua união, ver nascer uma tradição que querem fomentada e implementada por todos.

Viva SÃO PEDRO DE RIO SECO


Novamente no ar. Desculpem a demora. Grato pela fidelidade.

8 de abril de 2011

Fenómenos em São Pedro


Estimados Sampedrenses, amigos leitores e visitantes

Como terão oportunidade de verificar lá mais para a frente, o título deste post mais não é do que uma simples brincadeira, tendo como alvo as duas fotos que a seguir disponibilizo. Foram-me as mesmas enviadas pelo prof. André, dando-me o mesmo conta que, em relação à foto onde aparecem os animais, se desconhece o autor. Como é nosso lema darmos os créditos a quem deles é merecedor, agradeço que, caso conheçam o autor, me façam chegar o nome que, com todo o merecimento, aqui será colocado.

Posto isto seguem-se as fotografias, legendadas pelo prof.André.
[Quando as tetas da vaca secam, onde buscar "mama"?]

 Que fará o artista, de fato e gravata, no cimo da cerejeira?

E agora digo eu, não me fazendo valer do novo acordo ortográfico;  O artista está de fato ou é de facto um artista?
Um forte abraço deste Sampedrense convicto
Citrus Sénior

Sem comentários: