Seja bem-vindo(a) ao espaço que pretende ser, simultaneamente, depósito de memória e elemento catalisador de união entre os Sampedrenses.
Ao contrário do que o nome possa fazer transparecer, não se trata de uma associação que exija vinculo por quotas, mas sim, de um grupo de sampedrenses que pretendem, com a sua união, ver nascer uma tradição que querem fomentada e implementada por todos.

Viva SÃO PEDRO DE RIO SECO


Novamente no ar. Desculpem a demora. Grato pela fidelidade.

6 de outubro de 2009

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA

A Proclamação da República Portuguesa foi o resultado da Revolução de 5 de Outubro de 1910 que naquela data pôs termo à monarquia em Portugal.

Lista de presidentes da República Portuguesa
Ordenados cronologicamente desde o estabelecimento do regime republicano em 5 de Outubro de 1910 até à presente data:
Governo Provisório da República (1910-1911)

Joaquim Teófilo Fernandes Braga; Partido Republicano Português; 5 de Outubro de 1910 a 24 de Agosto de 1911
Presidente do Governo Provisório
 
I República (1911-1926)
1.º Manuel José de Arriaga
Partido Republicano Português (depois Partido Democrático); 24 de Agosto de 1911 a 26 de Maio de 1915; Primeiro presidente constitucionalmente eleito ao abrigo da Constituição de 1911; demitiu-se do cargo
2.º Joaquim Teófilo Fernandes Braga
Partido Democrático; 29 de Maio de 1915 a 5 de Agosto de 1915; Presidente substituto, designado para terminar o mandato de Arriaga
3.º Bernardino Luís Machado Guimarães
Partido Democrático; 6 de Agosto de 1915 a 5 de Dezembro de 1917; 1.ª vez; mandato interrompido por golpe de Estado
 

A República Nova
4.º Sidónio Bernardino Cardoso da Silva Pais
Partido Nacional Republicano («Partido Sidonista»); 28 de Abril de 1918 a14 de Dezembro de 1918; Militar, revoltoso, presidente da Junta Revolucionária; único presidente eleito por sufrágio directo na I República; morreu assassinado no exercício do cargo

Conselho de Ministros chefiado por Canto e Castro
14 de Dezembro de 1918 a16 de Dezembro de 1918
Assume interinamente a chefia do Estado Português
 
A Nova República Velha (restauração da República Velha)
5.º João do Canto e Castro Silva Antunes Júnior
Partido Nacional Republicano («Partido Sidonista»); 16 de Dezembro de 1918 a 5 de Outubro de 1919; Presidente substituto, destinado a terminar o mandato presidencial iniciado em 1915
6.º António José de Almeida
Partido Republicano Evolucionista (depois Partido Liberal Republicano); 5 de Outubro de 1919 a 5 de Outubro de 1923; Único presidente da I República a cumprir integralmente o mandato
7.º Manuel Teixeira Gomes
Partido Democrático; 6 de Outubro de 1923 a 11 de Dezembro de 1925; O Presidente-escritor; resignou ao mandato
8.º Bernardino Luís Machado Guimarães
Partido Democrático; 11 de Dezembro de 1925 a 31 de Maio de 1926; 2.ª vez; mandato interrompido por golpe de Estado
 
II República: Ditadura Militar (1926-1933) e o Estado Novo (1933-1974)
9.º José Mendes Cabeçadas Júnior
Nenhum partido; 31 de Maio de 1926 a 17 de Junho de 1926; Militar, revoltoso; derrubado por um contra-golpe de Estado
10.º Manuel de Oliveira Gomes da Costa
Nenhum partido; 17 de Junho de 1926 a 9 de Julho de 1926; Militar, revoltoso; derrubado por um contra-golpe de Estado
 

Estado Novo
11.º António Óscar de Fragoso Carmona
Nenhum partido (a partir de 1932, União Nacional); 16 de Novembro de 1926 a 18 de Abril de 1951; Militar, revoltoso; primeiro presidente constitucionalmente eleito ao abrigo da Constituição de 1933; morreu durante o exercício do seu quinto mandato presidencial

António de Oliveira Salazar
União Nacional; 18 de Abril de 1951 a 21 de Julho de 1951; interino, desde a morte de Carmona até à eleição de Craveiro Lopes
12.º Francisco Higino Craveiro Lopes
União Nacional; 21 de Julho de 1951 a 9 de Agosto de 1958; Não teve o apoio da UN para o exercício de um segundo mandato
13.º Américo de Deus Rodrigues Tomás
União Nacional (a partir de 1968, Acção Nacional Popular); 9 de Agosto de 1958 a 25 de Abril de 1974; Último presidente do Estado Novo; derrubado pelo golpe de Estado de 25 de Abril de 1974 (o seu terceiro mandato terminaria em Julho de 1979).
 
III República (1974-presente)

Junta de Salvação Nacional
25 de Abril de 1974 a 15 de Maio de 1974; Junta militar interina, cumulando os poderes presidenciais e ministeriais após a Revolução dos Cravos
14.º António Sebastião Ribeiro de Spínola
Nenhum partido; 15 de Maio de 1974 a 30 de Setembro de 1974; Militar, presidente da Junta de Salvação Nacional, depois nomeado Presidente da República pelos seus pares; demitiu-se
15.º Francisco da Costa Gomes
Nenhum partido; 30 de Setembro de 1974 a 13 de Julho de 1976; Militar; nomeado após a demissão do predecessor
16.º António dos Santos Ramalho Eanes
Nenhum quando eleito (depois Partido Renovador Democrático); 14 de Julho de 1976 a 9 de Março de 1986; Militar, primeiro presidente constitucionalmente eleito ao abrigo da Constituição de 1976
17.º Mário Alberto Nobre Lopes Soares
Partido Socialista (suspendeu a filiação partidária enquanto presidente); 9 de Março de 1986 a 9 de Março de 1996; Primeiro presidente civil democraticamente eleito em mais de meio século
18.º Jorge Fernando Branco de Sampaio
Partido Socialista; 9 de Março de 1996 a 9 de Março de 2006
19.º Aníbal António Cavaco Silva
Partido Social - Democrata (suspendeu a filiação partidária enquanto presidente); 9 de Março de 2006 a … Primeiro presidente da área ideológica do centro-direita

Sem comentários: